Youtube, Tinder, Livros e a Mudança



Outubro está no fim e eu não vejo a hora de novembro também acabar. É o fim de uma fase de cinco anos em Tangará da Serra, cidade da qual eu amo, mas não queria voltar depois da minha ida para Minas em 2009. Talvez o meu subconsciente já previa dos anos difíceis que estava por vir.
Na mesma velocidade que tudo desandou (aos poucos), as coisas foram se ajeitando, não voltaram ao mesmo lugar, mas me encontrar, num lugar novo, fazia parte do plano. Agora é hora de encerrar as coisas por aqui e ir me ajeitar mais perto dos meus.
Uma das melhores coisas da vida para mim hoje é jantar com a minha família, tomar um café da manhã ouvindo minha tia relembrar as histórias do meu pai, é tomar uma cerveja e contar histórias e fofocas sem fim com a minha prima. Meu coração não é ambicioso. O que parece pouco a outros, me alimenta com muita energia boa.
Na segunda semana de dezembro viajo à Minas com minha filha, vou leva-la para passar as férias com a avó e as tias, como de praxe de fim de ano, e no meu retorno à Cuiabá, fico por lá de mudança. Foi uma decisão difícil, nunca gostei de cidade grande, mas depois de tantas idas e vindas nos últimos meses, me rendi. Confesso que estou animada, embora eu tenha que deixar alguns clientes na mão (não literalmente, rsrsrs), mas outras garotas aparecem, assim como outros clientes, eu espero.
Tenho alguns poucos clientes que já atendo há mais de um ano. Essa vida passa num piscar de olhos!
Como diria um amigo português: “mas pronto”, a vida continua!
Mudando de assunto, criei um canal no Youtube e que trem difícil de fazer, sério. Achei que seria mais simples, fico travadona quando aperto o play, sinto que só falo abobrinha (e talvez eu fale), mas tenho objetivos firmes e vou até o fim.
Sobre livros, estou finalizando um livro de romance que comecei há uns quatro meses. Leio, releio, coloco as amigas para ler, corrijo, mudo as palavras. Outra coisa que também não é fácil, mas tá saindo! Depois desse, tenho mais três projetos para escrever, um deles é sobre os encontros que tenho feito com casais, os famosos Ménage à trois, como diz uma amiga também: Descobri que nasci para putaria (rsrsrs). Um outro livro é sobre algumas histórias que eu não conto aqui no blog, então se você já saiu comigo e eu não escrevi nada até agora, tem grandes chances dessa história estar guardada para o livro.
E finalmente o Tinder, virei especialista no app. Nos últimos meses tenho usado insanamente quando vou à capital, tem sido bem divertido. Muita gente mala, muita gente boa e um só objetivo: pegar sem se apegar!
Vou abrir uma seção nova no blog: caras do Tinder, porque haja história. Tudo começou em junho, depois que o menino dos meus olhos encerrou seus trabalhos por aqui. Eu poderia sentar e chorar (mais um pouco), mas a vida é curta demais para isso e além do mais, nada mudaria. Ele foi embora, e os meus sentimentos não, mas o corpo eu levo para se divertir porque ninguém é de ferro!
Enquanto termino esse texto, a mochila está ali na cama pronta para pegar a estrada de novo! Beijo grande e bom fim de semana!

P.s: Não tive tempo de corrigir o texto, vai me perdoando aí!

Beijão,
Nina

CONVERSATION

6 comentários:

  1. Muito bem, adorei o teu texto! Coragem:)!

    Bjocas ;)
    Espero-vos com; - Desejo...sonho erótico...ou libertina realidade?
    --

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Filipa, obrigada pela presença e carinho de sempre! Vou visitá-los logo logo e colocar minhas leituras no seu blog em dia!!!

      Excluir
  2. Vai deixar muitas saudades!!!! Beijos minha linda!!!

    ResponderExcluir
  3. Vai deixar muitas saudades!!! Beijos Linda!!!

    ResponderExcluir